terça-feira, 1 de novembro de 2011

Carta a personalidade do mal.


Querida personalidade do mal, como está?
Espero que bem aí no meu subconsciente, não nos vemos ha algum tempo pois tenho tentado parar de beber. Não está sendo fácil, sinto saudades.
Mas ainda estou tentando te perdoar pelo que fez comigo da ultima vez. Afinal a personalidade pode ser dupla mas a minha cara é a mesma e é ela que uso pra trabalhar, fazer compras e realizar as atividades cotidianas que não incluem, subir no palco e falar bobagens das quais só quem está no mesmo grau etílico que o seu para entender.
Caso eu não resista e te dê uma nova chance por gentileza, volte pra casa sem borrar minha maquiagem, sem ofender meu fígado, sem confusões das mais diversas e aprenda a escrever o nome das pessoas corretamente no celular. Não seja tão sincera com os amigos, as vezes ofende. Tente ser mais menininha e menos Sherek, afinal como  você pretende que encontremos o Chuck Norris dessa maneira grosseira que você se comporta?
Ah e por favor não faça mais as dancinhas e nem suba no palco e tente cantar, você não é a reencarnação da Cássia Eller e para de dar moral pra homens feios eu não vou dar continuidade, falando nisso tenho notado que o Tião o mendigo aqui da rua tem sido muito carinhoso quando me cumprimenta, espero que você não tenha tentado dividir o papelão que ele usa pra dormir novamente.
Até .

6 comentários:

  1. é só um personagem de ficção fica sussa.

    ResponderExcluir
  2. Lá de onde eu venho isso tem outro nome, biografia! Mas aqui em Maringá deve ser ficção.

    ResponderExcluir
  3. Querida Sandra.... Acho que vc devia ter redigido essa carta ANTES da sexta-feira....Agora já é tarde!!!! huahuahuaahuahuahuauhahuaauhuahauhuaha

    ResponderExcluir
  4. vai ter mais historinhas fiquem tranquilos, e sim é ficção na terra das fantasias e ana maria,a sandra, ou luciana ou as outras elas não são obedientes hahaha

    ResponderExcluir